Amor Canino

A fofinha da Margot, desde o comecinho da minha gestação, senta ou deita sempre de costas pra mim, cabeça virada pra porta, em posição de alerta, me defendendo dos perigos do planeta.

Mas hoje ela tá com gases, e essa rabeta sempre apontada pro meu nariz quando ela solta a bombinha. Nem tudo são flores nessa vida de amor canino.

20140629-212124-76884504.jpg

Novo amor

De repente estou gravida. As primeiras semanas pareceram longas pelas sensações novas e incômodas, mas agora me parecem rápidas demais.

Hoje, com 15 semanas, o “de repente” me parece a hora certa, embora não fosse a programada. A incerteza deu lugar à uma sensação de segurança, força e beira o poder, com essa coisa mística que é estar com uma pessoa em desenvolvimento dentro de si.

“Está tudo na mais santa paz”, me disse o doutor depois de ver os exames e ouvir os batimentos. Minhas alterações de humor e correria de trabalho então estão sendo assimiladas pelo filhote de forma positiva, imagino. Mas como não seria? Cada mulher que encontro pelo caminho me faz uma pequena oração, me da um abraço de amor e manda carinho pro pequeno! Alguns afagos na pança emitem essa energia deliciosa direto pra casinha dele, e isso me faz a cada dia um pouco mais mãe, um pouco mais feliz e um pouco mais segura.

Papai já da tchau e oi, faz carinho e planos. E mamãe acorda de manhã no sábado, coloca uma música gostosa e vai ler/assistir sobre a gravidez e o bebê.

Que os dias continuem repletos de amor e paz, que meu pinguinho de gente tenha saúde e traga mais luz pra esse planeta.

20140614-081216-29536014.jpg